Mulheres inspiradoras da moda: conheça a história da modelo curvy Ashley Graham

Além de quebrar os padrões de beleza, ela está ajudando a transformar a autoestima feminina.

A americana plus size model ou curvy model (algo como, modelo com curvas, em português) Ashley Graham é inspiradora em tantos sentidos que é até difícil saber por onde começar a contar a história dela para você. Aos 28 anos, ela não se contenta em ser uma das modelos acima do tamanho 38 mais populares da história da moda. A top vem quebrando padrões e ganhado espaços que eram quase que exclusivos das modelos magrinhas.

Quer um exemplo? Vamos começar com o ~tiro~ que foi Ashley na capa da famosa revista americana Sports Illustrated, uma das principais publicações esportivas dos Estados Unidos. Em 2016, ela foi a primeira mulher manequim 46 a estampar a capa e conteúdo da revista, que antes tinha apenas modelos padrão ou atletas.

Ashley Graham é uma ativista da autoestima feminina e tenta sempre empoderar as mulheres em tudo que faz: percebendo a dificuldade que as garotas com corpo mais curvilíneo têm de achar peças íntimas bonitas e funcionais, ela desenhou algumas coleções de lingerie para a marca Addition Elle. “Eu encontrava opções de lingerie sexy e bonitas ou com uma boa sustentação, mas nunca com todas essas características em uma única peça”, disse.

Ashley também foi estrela da campanha da marca de lingerie plus size Lane Bryant chamada #I’mNoAngel (#NãoSouAngel) uma resposta ao anúncio polêmico da marca Victoria’s Secret “The Perfect Body”, que celebrava os “corpos perfeitos” de suas angels.

E essa não foi a única vez que Ashley se posicionou contra campanhas ~sem noção~: no ano passado, uma marca americana de suplementos alimentares lançou anúncios de verão com a seguinte (infeliz) chamada: “Seu corpo de praia está pronto?”. Uma grife de beachwear chamada Swimsuitsforall, que desenvolve moda praia para todos os corpos, chamou Ashley para estrelar a resposta com a seguinte frase: ” Você está pronta para esse corpo de praia?”.

Tá achando que é só (tudo) isso? A modelos faz palestras em escolas pelo mundo com a missão de estimular garotas a amarem seus corpos – uma das palestras de maior sucesso da história do projeto TED Talks é a dela. O TED é uma série de conferências sem fins lucrativos realizada em vários lugares do mundo destinadas à disseminação de ideias. Segundo a própria organização, “ideias que merecem ser disseminadas”. No vídeo, Ashley faz uma declararão de amor próprio que vai inspirar você, independentemente do seu manequim.

“Não há muitas mulheres que falam sobre as suas imperfeições como eu, e fico feliz por poder ser a voz que lhes diz que é normal ter celulite. Pensem e falem positivamente sobre os seus corpos e os de outras mulheres e nunca se compararem a alguém. Não há um tamanho certo ou errado. Todos temos constituições físicas diferentes e isso é uma coisa boa! Celebrem e aceitem nossas diferenças”.

Ashley Graham é ou não é a definição de lacradora?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *