Motorista da Uber é morto a facadas

uber

O técnico de informática e motorista do aplicativo Uber Felipe Araújo Lopes, de 31 anos, foi assassinado a facadas no final da noite de terça-feira (1º), na esquina da avenida Indianópolis com a alameda dos Tacaúnas, no Planalto Paulista (zona sul).
De acordo com testemunhas, antes de ser golpeado, Lopes discutiu com um grupo de travestis, que teria jogado pedras contra o seu veículo, um Fiat Uno. Localizado em uma área nobre da capital, a região é conhecida por ser ponto de prostituição.
O motorista saiu do carro antes de ser golpeado. Atingido pelas facadas, ele caiu próximo ao carro. Acionados por testemunhas, policiais socorreram Lopes até o pronto-socorro do Hospital São Paulo. O motorista, no entanto, não resistiu aos ferimentos.
Os suspeitos de participarem da agressão seguida de morte conseguiram fugir.
Em nota, a Uber disse “lamentar profundamente que motoristas parceiros sejam alvo de violência urbana”. É a segunda vez que um motorista que atua pela empresa é morto na região neste ano, após se envolver em briga com travestis. Em janeiro, Lucas Silvério Landi, 31 anos, também foi morto a facadas, no cruzamento da avenida Indianópolis com alameda dos Ubiatans. Uma pessoa foi presa pelo crime.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *