Mostra exibe obras de Portinari, Di Cavalcanti e Aleijadinho

Entre os dias 13 de dezembro e 28 de fevereiro, a Galeria de Arte do SESI-SP recebe obras que vão do período colonial ao Modernismo brasileiro com a mostra “Tesouros Paulistas”.

A exposição ocorre no Centro Cultural Fiesp, das 10h às 20h, com entrada é gratuita.

A mostra reúne uma seleção inédita de peças do cotidiano dos Palácios dos Bandeirantes (Capital Paulita) e Boa Vista (Campos do Jordão) com 322 obras e é dividida em três núcleos temáticos: Memória das Coleções; O Objeto Como Crônica de Costumes; e A figura Como Expressão.

Logo na entrada da galeira, o visitante confere mobiliários, objetos decorativos e utilitários, pinturas, esculturas e gravuras. As peças, adquiridas para integrar o cotidiano doméstico dos palácios, revelam a moda colecionista de decoração da época em que foram adquiridas.

De um lado, o passado colonial do Brasil está presente nos móveis e imagens sacras. Os períodos imperial e a primeira república estão representados nas porcelanas importadas da Europa, com influências principalmente francesas. Do outro, a vasta coleção de arte moderna brasileira que destaca expoentes do movimento: desde os pioneiros Anita Malfatti (A Ventania,1915) e Victor Brecheret (Bailarina, déc. 1920), até os consolidadores Tarsila do Amaral (Operários, 1933), Alfredo Volpi (Bandeirinhas, 1970), Clóvis Graciliano (Frevo, 1953), entre muitos outros.

A mostra ainda apresenta uma coleção de louçaria histórica que evidencia o estilo de vida das pessoas do início do século XX. Mais do que utensílios, as peças monogramadas das antigas famílias paulistas e marcadas com os brasões dos serviços de banquete dos Palácios do Governo apresenta momentos célebres do cotidiano palaciano, como a ocasião da visita da família real britânica ao Brasil, em 1968.

Um grande destaque fica por conta das 100 pinturas do artista pernambucano José Cláudio da Silva, que são resultado de uma expedição à região amazônica, liderada pelo zoólogo e compositor brasileiro Paulo Vanzolini, em 1975. Durante a viagem, o pintor retratou o dia a dia dos povos ribeirinhos e as paisagens exuberantes da região. Outros artistas que participam da exposição são Aleijadinho, Candido Portinari, Di Cavalcanti, Tomie Ohtake, entre outros.

tesouros_paulistas_-_credito_everton_amaro-foto_fiesp_17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *