Maradona é acusado de assédio sexual em hotel da Rússia após final da Copa das Confederações

A Copa das Confederações não terminou bem para o ex-jogador argentino Diego Armando Maradona. Convidado da Fifa na final da competição, Maradona foi acusado de assédio sexual por uma mulher, identificada pela imprensa russa como Ekaterina Nadolskaya. A ação teria acontecido no hotel em que o argentino estava hospedado na madrugada de domingo para esta segunda, após o triunfo da Alemanha sobre o Chile. Em vídeo divulgado por meios de comunicação da Rússia, Ekaterina cotou que é jornalista e que começou a gritar depois que Maradona arrancou parte da sua roupa e ameaçou molestá-la. Ainda segundo o relato, Diego teria oferecido cerca de 500 mil euros para a moça. A mulher conta que logo após os gritos Maradona a expulsou do quarto, mas ela disse que só sairia do local com a polícia. Horas depois, ela deixou o hotel acompanhada por um policial.
“Eu estava no quarto dele e simplesmente chamou a segurança, que me levantou e botou neste sofá. Quero saber por que me tiraram do quarto. Eu não entendi o que aconteceu. Eu disse que só vou sair daqui com polícia. Eu disse para ele que ia chamar a polícia, ele disse que ia chamar a segurança então. Chegou o agente dele e chamou a segurança. O segurança chegou e me tirou do quarto e me colocou nesse sofá”, disse ela no vídeo. Ekaterina e Maradona teriam se conhecido no restaurante do hotel, horas depois da final da Copa das Confederações. Ela chegou a divulgar uma foto em que aparece ao lado do Pibe, mas afirmou que a sua intenção era apenas entrevistá-lo. MARADONA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *