Líder diz que PT não ficará ‘neutro’ e que apoio ao DEM não é ‘majoritário’

Nos últimos dias, petistas admitiram apoiar nome de Rodrigo Maia (DEM).
Afonso Florence confirmou que o PT não lançará candidato nesta eleição.

O líder do PT na Câmara, deputado Afonso Florence (BA), afirmou nesta segunda-feira (11) que o partido não ficará “neutro” na eleição à presidência da Casa, mas que não lançará nenhum candidato ao posto. Ele disse ainda que não há consenso sobre qual nome o PT deve apoiar.

Nos últimos dias, o deputado Rodrigo Maia (RJ) e outros integrantes do DEM passaram a procurar parlamentares do PT em busca de apoio à sua candidatura. Petistas ouvidos em condição de anonimato admitiram que, em uma tentativa de vencer um candidato apoiado pelo deputado afastado Eduardo Cunha, deveriam dar apoio ao nome de Maia.

Florence, porém, disse nesta segunda, após reunião da bancada do PT, que a decisão sobre dar apoio ao candidato do DEM não é “majoritária” dentro do partido. Alguns parlamentares petistas criticam o fato de o partido apoiar um candidato que votou a favor do processo de impeachment de Dilma Rousseff.

“Rodrigo Maia não foi um tema central da reunião da bancada. O tema central foram esses dois temas: democracia e relatório DE cassação de Eduardo Cunha. Desconfio que a decisão de apoiar Rodrigo Maia não seja majoritária, nitidamente não é. A bancada vai ter nome, mas não vai ser hoje. Não devemos lançar ninguém.Vamos apoiar um dos nomes, não vamos ficar neutros”, disse o líder do PT.

A bancada petista anunciou ainda um encontro que será realizado nesta terça (12) entre os partidos que votaram contra o impeachment de Dilma. A tendência é que a atual oposição dê preferência por apoiar um candidato que tenha votado a favor da petista – até o momento, apenas o deputado e ex-ministro de Dilma, Marcelo Castro (PMDB-PI), e a deputada Luiza Erundina (PSOL-SP) se encaixam neste perfil.

De acordo com o José Guimarães (PT-CE), líder da Casa no governo Dilma, a maioria dos deputados que estiveram presentes na reunião da bancada do partido desta segunda se posicionou a favor de Marcelo Castro. “A maioria do PT defende Marcelo Castro”, disse.
Perguntado sobre para quem iria o voto da legenda na disputa de um eventual segundo turno à presidência da Câmara entre Rogério Rosso (DEM-DF) e Rodrigo Maia, o deputado respondeu que a tendência é de que o PT vote em Maia.

O deputado Carlos Zarattini (PT-SP) afirmou que antes de o PT apoiar um parlamentar de outra sigla como Marcelo Castro ou Rodrigo Maia é necessário que os partidos desses candidatos os apoie primeiro.

“Não estamos excluindo ninguém. É preciso agir por etapas. Vamos reunir os partidos que foram contra o golpe como PDT, PCdoB, PR e PSD depois da reunião da bancada do PMDB, que será amanhã. Só assim podemos ter certeza de nossas opções”, concluiu Zarattini.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *