FIGO

O figo, fruto da figueira-comum, é uma das frutas mais famosas no cardápio humano, sendo a primeira planta descrita na bíblia e tendo seu sabor e seu alto potencial nutritivo como referência na alimentação humana.

Como uma das frutas mais comercializadas pelo alto cultivo na Europa, o figo se popularizou pelo mundo e se tornou parte do cardápio de famílias por todo o mundo.

A história do fruto da figueira começou na Idade da Pedra, considerando que a figueira foi uma das primeiras plantas cultivadas pelo homem. Espalhando-se pela Europa, foram comercializados para fora alguns séculos depois, tornando-se uma peça fundamental no cardápio de vários indivíduos pelo mundo.

Espécies do Figo

A Ficuscarica é a espécie mais conhecida, fruto da figueira-comum, considerando a ordem Rosales no gênero Ficus. A família ao qual o figo pertence é a Moraceae, constituída por árvores que atingem em média oito metros de altura e carregam diversos espécies de figos. O gênero da fruta é Ficus, classificando diversos frutos das figueira-comum, figueira-da-europa, figueira-de-baco, figueira-de-portugal, figueira-do-reino e figueira-mansa.

Estrutura do Fruto

O figo conta com a estrutura bem carnuda e suculenta, saborosa da primeira mordida até o final. Com a coloração branco-amarelada até roxa, a fruta é comestível e altamente energética, considerando seu alto potencial de açúcar.

A figueira-comum conta com ramos muito sensíveis, que possuem folhas recortadas. Suas flores se desenvolvem no interior da planta, quando ainda são inflorescências, influenciando na fertilização quando saem.

Países de origem do Figo

A figueira e consequentemente o figo são originários da região do Mediterrâneo, contando com províncias turcas em sua relação de origem.

Cultivos do Figo

Na Europa, o cultivo do fruto de figo leva caprifigos (figos da planta masculina, não-comercializados) à plantação de figueiras, para que as vespas presentes nele fertilizem os figos das plantas femininas. Este processo de “reprodução” das plantas é designado como caprificação.

  • Figo é baixo em calorias. 100 g de frutas frescas fornecem apenas 74 calorias. No entanto, os figos contêm benefícios através da fibra dietética solúvel, minerais, vitaminas e pigmentos antioxidantes que contribuem imensamente para viver de uma forma saudável.
  • Figos secos são uma excelente fonte de minerais, vitaminas e antioxidantes. Na verdade, as frutas secas são fontes concentradas de energia. 100 g de figos secos fornecem 249 calorias.
  • Figos frescos, especialmente missão preto, são bons em poli-fenólicos flavonoides antioxidantes como carotenos, luteína, taninos, ácido clorogênico. O seu valor antioxidante é comparável à de maçãs em 3200 g umol – 100.
  • Além disso, os frutos frescos contêm níveis adequados de algumas das vitaminas antioxidantes como a vitamina A, E, e K. Em conjunto estes compostos químicos do figo ajudam a limpar o oxigênio prejudicial radicais livres derivados do corpo e, assim, proteger-nos de câncer, diabetes, doenças degenerativas e infecções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *