Ele passou seis anos fotografando o mar e seus humores

O que move o fotógrafo australiano Matt Burgess a diariamente tomar o rumo do oceano pela amanhã e empunhar sua câmera na direção das ondas é a relação profunda entre o mar e a luz do sol. Há seis anos que Matt começa assim seus dias.

As lentes revelam de fato uma relação artística, sensual e metafórica entre o mar e o sol – como se um fosse o escultor do outro, sendo ambos, ao mesmo tempo, criador e musa.

O trabalho de Matt consiste, portanto, em registrar ângulos, formações, pontos de vista e momentos do mar que a maioria das pessoas jamais seria capaz de apreender – como se essas obras de arte criadas pelas mãos do mar com a luz do sul fossem também um segredo, que as fotos de Matt ajudam a revelar em um esplendor de cores e formas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *