Dez ministros são exonerados para votar contra denúncia da PGR na Câmara dos Deputados

ministr

Dez ministros de Estado foram exonerados pelo presidente Michel Temer como uma das estratégias para barrar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) na Câmara dos Deputados. A saída foi oficializada no Diário Oficial desta quarta-feira (2), dia de votação do acatamento ou não da denúncia. O presidente exonerou os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), Mendonça Filho (Educação), Bruno Araújo (Cidades), Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), Osmar Terra (Desenvolvimento Social), Leonardo Picciani (Esporte), Sarney Filho (Meio Ambiente), Ronaldo Nogueira (Trabalho), Marx Beltrão (Turismo) e Maurício Quintella (Transportes). A estratégia foi anunciada na semana passada e incluía outros dois ministros: Raul Jungmann (Defesa) e Ricardo Barros (Saúde).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *