Conheça Qizai, o único panda marrom vivo do mundo

Poderia ser uma Fábula de Esopo, mas é uma história real: as cores diferentes do urso panda Qizai não foram muito bem aceitas por outros membros de sua espécie.

Sua mãe o abandonou na reserva natural em que ele nasceu e os ursos pretos e brancos costumavam roubar sua comida quando ele era mais novo. Mas hoje ele vive bem mais tranquilo.

Qizai foi encontrado fraco e sozinho na reserva natural de das Montanhas Qinling, na China, quando tinha 2 meses de idade. Depois de ser levado a um centro de tratamento, receber ajuda médica e ser alimentado com o leite de panda guardado no local, se recuperou e hoje é um adulto saudável.

He Xin, o responsável por cuidar de Qizai na Foping Panda Valley, onde ele vive há dois anos, conta que ele é “mais lento que outros pandas, mas também mais fofo”. O cuidador descreve o animal como “gentil, divertido e adorável” e conta que ele vive em uma área separada da dos outros ursos.

Qizai tem sete anos, pesa mais de 100 kg e come cerca de 20 kg de bambu todos os dias. Os especialistas acreditam que sua coloração diferente seja resultado de uma pequena mutação genética, e, como ele está chegando na idade em que se costuma planejar a reprodução, espera-se que quando ele tiver filhos seja possível ter mais pistas sobre os motivos de sua aparência.

Segundo Katherine Feng, veterinária norte-americana que conheceu o animal, cinco pandas com pelos castanho e brancos foram encontrados na China desde 1985. Todos nas mesmas Montanhas Qinling onde Qizai nasceu. Os ursos de lá são considerados uma subespécie, que, além da coloração diferente, têm o crânio um pouco menor e mais arredondado, os focinhos mais curtos e menos pelos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *