Camarão

O camarão já foi visto com muito receio pelos médicos por conter altos níveis de colesterol. Apesar disso, é possível consum-los com moderação, dentro de uma dieta equilibrada, sem riscos para a saúde cardiovascular.

Os crustáceos também contêm purina, compostos que são transformados em ácido úrico no organismo. Por esse motivo, seu consumo costuma ser desaconselhado para pessoas sofrem de gota — uma doença causada pela deposição de cristais de ácido úrico nas articulações, que pode ser acompanhada de cálculos renais.

Redução do Colesterol e Emagrecimento

A casca do camarão é uma fibra que funciona como aquela das verduras, estimulando o bom funcionamento do intestino. Nela, porém, existe uma substância que cada vez mais chama a atenção de médicos e nutricionistas.
A quitosana, como é conhecida, está presente também na aveia e consegue diminuir os níveis de colesterol no sangue porque diminui a sua reabsorção no intestino. Com isso, ela contribui para um menor risco de enfarte.

Quanto a medicações feitas de extrato quitosana de camarão — disponíveis em alguns países, mas não no Brasil — há um sério problema que deve ser levado em conta. Quando provenientes de algumas regiões asiáticas, os crustáceos podem estar contaminados por substâncias cancerígenas como o cromo. Neste caso, há muito mais a perder do que ganhar.

Recentemente, a quitosana foi aclamada como um emagrecedor natural. Com relação a esta propriedade, porém, não há, por ora, estudos conclusivos.

Camarões são boa fonte de proteínas e ainda contém cálcio, ferro, iodo, zinco e vitaminas B1, B2 e B12.

Esse animal tem a justa fama de lixeiro do mar. O crustáceo se alimenta de restos orgânicos, como vegetais e animais mortos, além de larvas e peixes. No entanto, não se preocupe: o consumo é seguro se o animal for limpo corretamente.

1. Além de delicioso, o camarão tem propriedades no combate à artrite e à artrose graças à glicosamina. A substância é eficaz na redução da velocidade do processo de desgaste das articulações, melhorando o estado geral e a qualidade de vida das pessoas com artrose. Mas para que o alimento não perca suas propriedades, o mais indicado é cozinhá-lo no vapor ou apenas aquecê-lo no forno, sem fritar.

2. Possui proteína de alto valor biológico, ou as chamadas proteínas completas, aquelas com todos os aminoácidos de que o corpo necessita.

3. Ótima fonte de ômega-3, a gordura que previne doenças cardiovasculares, hipertensão e câncer.

4. Sua composição apresenta, em média, 40% de ácidos graxos poli-insaturados e 20% de monoinsaturados. Sem abusos, porém, já que tem mais de 30% de gordura saturada e colesterol.

5. É rico em vitaminas, como as do complexo B, que atuam no metabolismo; vitamina D e vitamina E, que previne o aparecimento de doenças neurológicas.

6. Cheio de minerais, como cálcio, iodo, potássio e zinco, para ajudar a manter o sistema imunológico sadio e auxiliar na recuperação de lesões.

7.Camarão é uma excelente fonte de selênio que neutraliza os efeitos prejudiciais dos radicais livres, que é a principal causa de câncer e outras doenças degenerativas.

8. É uma boa fonte de vitamina D. Esta vitamina regula a absorção de cálcio e fósforo, que é essencial para dentes e ossos fortes.

9. É uma boa fonte de vitamina B12. Esta vitamina é importante para o funcionamento adequado do cérebro e essencial para a formação e maturação de células de sangue.

10.O camarão é também uma boa fonte de ômega-3 os ácidos gordos, que reduzem o risco de problemas cardiovasculares, pois reduz o colesterol no sangue. Omega-3 ácidos gordos também podem aliviar os sintomas da síndrome pré-menstrual, evitar a formação de coágulos sanguíneos, impedir o desenvolvimento da artrite reumatóide, retarda o crescimento de tumores cancerígenos, e ajuda a evitar a doença de Alzheimer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *