App é lançado para ajudar carroceiros em suas coletas

APP-CATADORES-2-530x270
Os catadores de produtos recicláveis compõem a paisagem urbana de grandes centros. Porém, só são notados quando algum motorista mais exaltado se incomoda pelo fato de os profissionais da coleta seletiva “atrapalharem” o trânsito com suas carroças. De olho nessa situação, o grafiteiro conhecido como Mundano começou a fazer arte nas carroças dos coletores. A ideia, segundo Breno Castro Alves, da ONG Pimp My Carroça, era acabar com a “invisibilidade” dos carroceiros. Atualmente 12 países importaram a iniciativa nascida em São Paulo.

Em 2012, Mundano organizou um evento durante o qual outros artistas contribuíram para personalizar a principal ferramenta de trabalho dos coletores. Surgia aí o projeto Pimp My Carroça. E, para comemorar seus cinco anos de atividade, a ONG lançará, em 15 de julho, um aplicativo batizado de Cataki.

O app funciona da seguinte forma: a pessoa faz o download, cadastra coletores que atuam na região (com nome, rua onde moram, uma pequena biografia e número de celular do catador), criando um banco de dados para que os profissionais sejam acionados para recolher materiais recicláveis.

“O aplicativo serve como um cartão profissional. O catador deixa de ser alguém mexendo em seu lixo e passa a ser um pequeno empreendedor ambiental. Como atuam em um setor não regulado, acabam sendo explorados. Por isso, o app surge para melhorar a situação deles”, explicou Alves.
Prestação de serviço – ONG faz grafites em carroças para conscientizar (Foto: Divulgação / Pimp My Carroça)

Serviço

Lançamento do aplicativo Cataki

Quando: 15 de julho, às 18h

Endereço: Auditório do Ibirapuera, Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº, Parque do Ibirapuera. Confirme presença no evento: https://goo.gl/Sk3BN5.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *