Apesar de saudável, tapioca deve ser consumida com atenção

Desde que ganhou os quatro cantos do país, tapioca virou a queridinha de 10 entre 10 pessoas que buscam uma vida mais saudável. Mas nutricionistas alertam para as calorias e o alto índice glicêmico.

Desde que a tapioca saiu do Norte e do Nordeste, espalhando-se para o resto do Brasil, o mundo fitness já não é o mesmo. Junto com a onda detox, a fécula de mandioca, alimento de origem indígena e de preparo simples, livre de glúten, sal e gordura hidrogenada, virou queridinha de 10 entre 10 pessoas que querem levar uma vida mais saudável. Como um verdadeiro ícone, a goma do produto pode ser encontrada em praticamente todos os supermercados e padarias. Além disso, entrar numa lanchonete e pedir uma tapioca prontinha, com várias opções de recheio, virou a coisa mais fácil do mundo. Mas, afinal, a tapioca é mesmo a panaceia para todos os malefícios do pão francês e dos pães industrializados? E, pergunta que não quer se calar: tapioca emagrece ou engorda?

Depende! De acordo com Paula Zauli, nutricionista funcional, o produto virou queridinho pela ausência de glúten e cai como uma luva na vida de pessoas celíacas, alérgicas a essa proteína, e também na de pessoas com intolerância a ela, como é o caso dos que sofrem de artrite, artroses, fibromialgia. O problema é que, embora seja um produto natural, a tapioca tem índice glicêmico muito elevado. Isso quer dizer que quando você come uma delícia como essa, ela se transforma rapidamente em açúcar no sangue. Por isso, a tapioca não é indicada para diabéticos, pessoas com intolerância a glicose ou para quem está fazendo dieta de emagrecimento. “A tapioca não tem gordura e é um bom carboidrato, mas deve ser usada com cuidado. A dieta deve ser balanceada, para evitar alterações de glicose ou aumento do peso e gordura abdominal”, avisa a nutricionista.

Além de ser transformada rapidamente em açúcar no sangue, a tapioca carrega outros problemas como a quantidade de farinha que se usa para fazer uma porção – e o recheio, é claro. Para a nutricionista da academia Bodytech Lucília Oliveira, esse subproduto da mandioca virou um ícone por causa da moda de tirar o glúten da dieta. “O que pesa na tapioca é o recheio e a quantidade de farinha que se usa. Um pãozinho francês ou o pão integral já vêm em porções. Já com a tapioca, a generosidade da colher vai de acordo com o humor de cada um”, observa. Para ela, a dose recomendada são duas colheres de sopa, o equivalente à quantidade de calorias de um pãozinho ou duas fatias de pão integral. Além disso, os recheios devem ser mais leves. “Nada de leite condensado com coco, catupiri, calabresa, chocolate, Nutella e bacon. Senão, coitada da tapioca”, alerta.

MISTURA SAUDÁVEL Uma dica para quem não quer abandonar o prazer da tapioca é misturar na farinha linhaça dourada, chia, amaranto ou farelo de aveia porque, assim, a velocidade de transformação do carboidrato em açúcar é reduzida. Outra opção é usar proteína no recheio e até comer castanhas logo depois da tapioca. Ou mesmo transformar a tapioca numa crepioca, misturando-a com ovo. “É um jeito de ‘segurar’ a glicose”, explica Paula Zauli. Se a ideia é ir para a academia ou para o treino, o ideal, segundo ela, é encarar uma tapioca simples com banana e mel meia hora antes da atividade física. “Muita gente acha que tapioca emagrece, mas ela até favorece a quem quer engordar. São muitas calorias e poucas fibras, além do índice glicêmico. Em quantidade pequena e não muito frequente, a tapioca pode favorecer aos que querem perder peso, mas essas são avaliações individuais”, explica a nutricionista funcional Karin Honorato.

Crepioca fit

Para fazer a crepioca fitness você precisa basicamente de uma frigideira antiaderente. Mas se não tiver, pode usar uma comum, untando-a com óleo de coco ou azeite. Assim, fica mais fácil dourar a massa dos dois lados sem deixá-la grudar no fundo da panela.

Além disso, você precisa da goma peneirada e de um ovo. Bata bem o ovo com a clara e misture bem com duas colheres de sopa de tapioca. Depois, acenda o fogo (baixo) e despeje a mistura na frigideira levemente quente. Deixe por alguns segundos e vire-a para dourar do outro lado. Em seguida, é só recheá-la com os ingredientes à sua escolha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *