A enfermeira da icônica foto do beijo na Segunda Guerra deixou sua marca no mundo

Às vezes basta um instante preciso e uma câmera apontada para o lugar certo na hora certa para que a história possa ser significada em uma imagem.

Esse é o caso do beijo entre um marujo e uma moça em pleno Times Square, no dia da vitória americana sobre o Japão e do fim oficial da segunda guerra mundial, em 14 de agosto de 1945. A catarse pelo fim do conflito é perfeitamente significada pela foto, tirada pelo grande fotografo Alfred Eisenstaedt e batizada de V-J Day in Times Square.

E a moça da foto, Greta Zimmer Friedman, despediu-se da vida no último dia 8, certa de que havia deixado sua marca no tempo e na história. Greta foi da Áustria para os EUA em 1939, entre os judeus que conseguiram sair do país. Seus pais, porém, foram ambos mortos em campos de concentração, e ela jamais retornou à Áustria.

A impressão de que Greta era uma enfermeira, por conta de seu vestido branco, permaneceu por muitos anos; ela, na realidade, era uma assistente de dentista.

Por muito tempo todos os personagens da foto permaneceram anônimos, inclusive um para o outro – ambos não eram amantes em reencontro, como sugere o imaginário, mas completos desconhecidos. Segundo Greta, por anos ela não soube o nome do marinheiro, que estava “tão feliz por não precisar retornar ao Pacífico, onde esteve durante a guerra”.

O autor da foto afirmou que o marinheiro beijava a todas que podia naquela tarde, e que, não fosse o perfeito contraste entre o vestido branco e o uniforme escuro, e a foto não seria o que foi.

O marinheiro na foto mais tarde foi identificado como George Mendonça.

Em 2012 eles voltaram ao Times Square para se reencontrarem em uma reportagem especial.

Greta viveu nos EUA até o fim da sua vida, aos 92 anos de idade, humildemente renegando seu lugar na história. “A foto foi algo que aconteceu comigo, mas eu não mereço ser vista como um ícone da história americana”, ela dizia. A imagem, porém, é maior do que qualquer justificativa, e Greta faleceu como um dos mais célebres ícones da história moderna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *