A comovente história do cachorro que, mesmo à beira da morte, levou sua humana até o altar para ela se casar

Toda a vida adulta da veterinária Kelly O’Connell foi dividida com seu amado cachorro, o labrador Charlie Bear. Por 15 anos, Kelly cuidou de Charlie, que retribuiu com o afeto e o companheirismo peculiares aos cães.

Conforme Charlie foi envelhecendo, Kelly passou a querer ter sua própria família – não só para ela, mas também para o cachorro. Quando ela enfim construiu uma família para os dois, porém, descobriu que Charlie estava doente.

Por conta de uma convulsão súbita, Kelly descobriu que Charlie estava com um tumor no cérebro, já em estado avançado. Outras convulsões vieram, e ela e então seu noivo decidiram por sacrificar o pobre cão, que vinha sofrendo em demasia. Aos poucos, porém, as convulsões se acalmaram um pouco, e Kelly entendeu que Charlie poderia chegar a participar do seu casamento, marcado para pouco tempo depois – que, à sua maneira, essa era a vontade de Charlie.

Resolveram então adiar o sacrifício.

E, de fato, no dia da cerimônia – segundo conta a própria Kelly – seu melhor amigo parecia um outro cachorro. Apesar do corpo cansado, ele não parecia sofrer, estava jovial, mais forte e participativo. Quando Charlie conseguiu caminhar com Kelly até o altar, a noiva não aguentou e caiu em lágrimas.

Charlie não conseguiu sequer voltar andando, e teve de ser carregado por Kelly.

Mas ele conseguiu participar daquele momento tão importante para sua família – e, por isso, foi muito comemorado naquele dia de festa. Pouco mais de uma semana depois, o cão foi enfim posto para dormir, de frente à lareira, rodeado por sua melhor amiga e, enfim, sua família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *